A todos aqueles que reproduzem os textos postados aqui, por favor, quando publicarem em outros blogs ou sites favor mencionar o nome do autor, e se possível nos informar para que tenhamos conhecimento e fazer uma parceria. qualquer dúvida ou sugestão mande um e-mail para pcefabi@hotmail.com. Paulo Cezar de Lima
English French German Spain Italian Dutch Russian Hindi Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O Que Está Acontecendo Com a Igreja?



Estava me lembrando que antigamente quando comecei a ir na igreja, vivíamos uma fase de ignorância de muitos lideres, uma fase onde tudo era proibido, e muitas coisas absurdas eram tidos como pecado.Lembro que os pais da fé, pastores que viviam uma vida simples, sem educação formal e teológica diziam para a igreja que maquiagem era pecado, crente não podia ter televisão, e muito menos dormir de cueca, pois acreditavam que se Jesus viesse a madrugada, esses poderiam ficar, pois não estavam com trajes dignos para entrar no céu.

Tudo isso afastava muita gente da igreja, muitos não frequentavam os cultos pela rigidez que era pregado nos púlpitos, crente tem que ser santo até na forma de se vestir, não pode andar como um mundano, as irmãs tem que vestir vestidos e usar o cabelo comprido, maquiagem e brinco são coisas de prostituta. Existia um exagero na conduta de muitos pastores, fato é que muitas pessoas foram excluídas do rol de membros de muitas denominações, muitos morreram afastados da igreja e de Jesus porque cortaram seus cabelos, compraram televisão e furaram suas orelhas.

Os pastores eram iletrados e ficavam presos somente a textos bíblicos sem se preocuparem com o contexto social e político da época em que foi escrito, talvez por medo de perder membros demonizavam tudo, alguns até diziam que a televisão era o olho da besta, outros que calça comprida era vestuário masculino e que a mulher que vestia calça comprida estava pecando contra a sua própria natureza.

Verdade é que houve um período de demonização, onde tudo era oriundo do diabo, e que o cristão tinha que fugir destas coisas, algumas igrejas demonizavam tanto as coisas que era muito difícil um culto onde não se manifestava um demônio.

Hoje a igreja amadureceu, entenderam que nem tudo é diabólico, mas o problema é que estão perdendo o controle e santificando tudo, ou seja, muitas denominações estão aceitando tudo aquilo que era pecado como se pecado deixasse de ser pecado.
Não sou a favor da permanência dos costumes antigos nas nossas igrejas, até porque muitos são contra a higiene e a razão humana, mas também não posso aceitar a falta de equilíbrio e moderação que muitos lideres conduzem os costumes eclesiásticos, acredito que na ignorância e falta de conhecimento os mais antigos proibiam certas coisas com medo que as pessoas se afastassem de Deus e conseqüentemente da igreja, porém estamos vivendo um período oposto a igreja do passado, onde os lideres para atrair o povo “a igreja”  estão liberando muitas coisas que atraem as pessoas “a igreja” mas afasta elas de Deus e de sua vontade.

Não é de se admirar que a população evangélica tem crescido no Brasil de uma forma que impressiona qualquer um, é normal cantores, jogadores de futebol e apresentadores afirmar que são evangélicos, porém em muitos não vemos mudança alguma, criticávamos alguns anos atrás os católicos não praticantes e hoje a igreja evangélica esta vivendo o mesmo modelo praticado pelos católicos.

Quando analisamos o costume de algumas igrejas evangélicas vemos que existe hoje no Brasil igreja para todo tipo de gosto, existe igrejas para skatistas, para lutadores de capoeira, para funkeiros e aqui em Londrina PR, recentemente dois pastores que casaram em um cartório assumindo publicamente a sua homossexualidade.

Algumas igrejas já estão permitindo o consumo de bebidas alcoólicas e do tabaco, outras já permitem os jovens manterem relações sexuais antes do casamento e continuarem cantando e pregando como se Deus fizesse vistas grossas quanto as suas praticas.

É de lamentar que muitos pastores já perderam o compromisso com Deus e aceitaram se sentar a mesa de Jezabel  não pregam um evangelho de arrependimento e de renuncia, mas aquele que agrada os dizimistas e aqueles que fazem volume nos templos, não querem qualidade de ovelhas mas optaram pela quantidade, como se isso bastasse, quer um exemplo? Quantas vezes por mês se prega na sua igreja sobre o pecado, sobre arrependimento, sobre a volta Jesus! Ainda se faz apelos em todos os cultos para as pessoas que ainda não tem Jesus em suas vidas?

Enquanto escrevo isso me recordo de um jovem que foi ao show de um cantor evangélico essa semana, ele me confidenciou que esse cantor trouxe uma palavra que vibrou, onde muitas pessoas gritaram e pularam dizendo aleluias glorias a Deus, sabe o que esse cantor disse: Eu não vou orar para Deus afastar vocês do pecado, minha oração é para que vocês se aproximem mais do pecado, pois assim vocês estarão se aproximando das misericórdias de Deus!          

Muitos estão verberando heresias e pregando um evangelho atualizado, onde a bíblia tem ficado de lado e as filosofias de “teólogos mundanos” tem prevalecido.

Antigamente tudo era pecado, e muitas coisas eram demonizadas pelos lideres evangélicos e a igreja cresceu em numero e qualidade em todo esse nosso Brasil, hoje as coisas mudaram, aquilo que era demonizado se tornou cristianizado, os lideres atuais liberaram muitas coisas que eram proibidos no passado,  a igreja cresceu mais ainda, porém perdeu a sua qualidade.

Escrito por
Pb. Paulo Cezar de Lima


Um comentário:

Felipe F.Lopes disse...

concordo eles saimos de um extremo para outro, buscando a Deus, sem sabedoria passamos direto por ele e não o vimos, pois os cuidados desta vida nos tem cegado os olhos.

Artigos mais Lidos

Caixa de promessas