A todos aqueles que reproduzem os textos postados aqui, por favor, quando publicarem em outros blogs ou sites favor mencionar o nome do autor, e se possível nos informar para que tenhamos conhecimento e fazer uma parceria. qualquer dúvida ou sugestão mande um e-mail para pcefabi@hotmail.com. Paulo Cezar de Lima
English French German Spain Italian Dutch Russian Hindi Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Monica Iozzi e a Bancada Evangélica (O Que Penso a Respeito!)


A repórter Mônica Iozzi, do programa CQC, na Band, foi entrevistada por Michel Blanco no programa “Dois Chopes”, do Yahoo!
Durante sua entrevista, a repórter falou sobre sua atuação como correspondente do programa em Brasília, carreira profissional e planos futuros.
Questionada a respeito de quem teria medo, entre os políticos entrevistados por ela, Mônica Iozzi respondeu: “Tenho medo da bancada dita evangélica”.
Iozzi questiona a função dos deputados que integram a bancada, pois para ela, as bandeiras levantadas pelos parlamentares evangélicos não justificam seus cargos: “Qual é a função de uma bancada evangélica? A única coisa que os caras falam é: ‘Nós lutamos pela família, pela moral, pelos bons costumes’”, indaga.
A repórter fez ainda uma análise social em relação ao assunto e se mostrou contrariada com os fatos detectados por ela mesma: “Esses setores representam grande parte da população [...] Se a bancada evangélica cresce tanto, é porque muita gente vota. Tem uma grande parte da população que comunga desses ideais e isso é assustador”.

Fonte: Gospel +
 O que penso a respeito!
Não existe motivo para a repórter Monica Iozzi ficar com medo, ao contrario, ela deveria agradecer a bancada evangélica, pois preservar os bons costumes, lutar pela família e pela moral é sinal de que ainda existem deputados e senadores que se preocupam com o país, você já imaginou como seria esse nosso Brasil se não existissem limites morais, se a família não fosse valorizada? Ainda bem que existem políticos que valorizam os bons costumes.
Graças a essa bancada ainda não foi aprovada a lei que libera o aborto, já imaginaram quantas crianças seriam mortas pela irresponsabilidade dos pais? Quantas mulheres abortariam seus filhos como se estivessem trocando de roupas! Todos devem entender que o feto não é prolongação do corpo da mulher, mas um ser criado por Deus que aguarda o dia do seu nascimento.
A lei da homofobia ainda não foi aprovada pela persistência desta bancada, pois teríamos que viver com uma mordaça nas nossas bocas, seriamos obrigados a se opor contra nossos próprios princípios e racionalidade.
Se não fosse essa bancada evangélica muitas coisas estariam pior do que está, pelo menos ainda muitos projetos contra a família, a moral e bem comum dos brasileiros ainda está somente no papel.
Talvez o medo seja devido aos desejos daqueles que querem transformar o Brasil em uma terra sem dono, onde a libertinagem e a sodomização seja o desejo daqueles que lutam contra aqueles que defendem a moral, a família e os bons costumes.
Paulo Cezar de Lima 

Nenhum comentário:

Artigos mais Lidos

Caixa de promessas